[MATERIAIS INOVADORES]

MatIno - MF.png

Já imaginou um material que pode reverter sua  forma  simplesmente ao ser aquecido ou estimulado de outra maneira? A descoberta de um tipo de cerâmica com memória de forma possibilita que isso seja feito, e abre inúmeras possibilidades de aplicações, que vão desde um motor a jato até  aplicações em poços profundos.

Mas o que são materiais com memória de forma? A resposta é simples : são materiais que podem ser facilmente acionados por estresse mecânico, temperatura ou campos elétricos ou magnéticos para mudar de forma de uma maneira que exerça força.

Metais com memória de forma já existem e têm sido usados ​​há muito tempo como atuadores simples em uma variedade de dispositivos, mas são limitados pela temperatura, que alcança geralmente apenas algumas centenas de graus Celsius no máximo.

Já as cerâmicas são conhecidas por sua fragilidade, mas capacidade de aguentar altas temperaturas. Para solucionar o problema da fragilidade, especialistas do MIT encontraram uma maneira de produzir o material cerâmico que pode atuar sem acumular danos, fazendo-o operar  por vários ciclos e funcionando como um bom material de memória de forma.

Uma aplicação muito importante para material cerâmico com memória de forma é em válvulas de alívio evitando possíveis explosões. Por exemplo, se um tanque genérico  exceder uma certa temperatura crítica, a válvula é acionada por esse calor, abrindo automaticamente para aliviar a pressão e evitar explosões.

Por fim, essa é uma descoberta muito importante para a ciência e para a comunidade, pois esse material abre uma gama de aplicações que são úteis na vida das pessoas. A equipe dos cientistas planeja continuar explorando o material, encontrando maneiras de produzi-lo em lotes maiores e de resistir a mais ciclos de transformação.